Dia Internacional da Mulher

dia da mulherNo próximo domingo, 8 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher. A data celebra as conquistas sociais, políticas e econômicas das mulheres, sendo assim adotada pelas Nações Unidas e, consequentemente, por diversos países. A história da data começou neste mesmo dia, 8, mas ainda em 1857, quando operárias de uma fábrica de tecidos, situada na em Nova Iorque, nos Estados Unidos, fizeram uma grande greve.

Elas ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia acabar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

O Instituto Dom Barreto aproveita para parabenizar todas as mulheres que fazem parte da família IDB: alunas, professoras, mães e funcionárias em geral. A data comemorativa é 8 de março, mas todos os dias podemos cuidar, valorizar e, principalmente, respeitar quem, assim como os homens, possui direitos e deveres a serem cumpridos.

Paz e Bem!