Doe sangue, doe vida

IMG-20151119-WA0028Doe sangue e motive uma vida.

A doação de sangue é um procedimento rápido e sem riscos. O sangue circula pelo nosso corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos e para o qual não há substituto. Está aí uma das razões pelas quais manter os estoques de sangue compatíveis com a demanda nas instituições de saúde é fundamental. Todo ser humano precisa desse bem.

Nesta quarta-feira, 25 de novembro, celebramos o Dia Nacional do Doador de Sangue, visando incentivar ações solidárias que podem salvar vidas. A data foi instituída no Brasil em 30 de junho de 1964, pelo decreto 53.988, promulgado pelo Presidente Castello Branco.

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde, no Brasil,  1,8% da população  faz doações voluntárias, ou seja, aquelas em que não há um destino prévio para o sangue. A taxa ainda está bem abaixo dos 5% considerados ideais.

Segundo o Hemopi, Centro de Hematologia e Hemoterapia do Piauí, é importante lembrar a necessidade da doação de sangue em todos os períodos do ano, porém, os estoques ficam mais críticos durante as férias escolares, final de ano, carnaval, feriados prolongados e em períodos em que acontecem grandes eventos.  E o Hemocentro depende da participação da população para a prestação desse serviço.

Para ser doador, é necessário ter entre 16 e 67 anos. Os menores de 18 anos precisam da presença do responsável legal – pai ou mãe -, ter mais de 50 kg, estar alimentado e apresentar boas condições de saúde, além de apresentar um documento original, com foto (Carteira de Identidade, Carteira de Habilitação ou Carteira de Trabalho). Também os intervalos entre as doações de sangue, que são de três meses para homens e quatro meses para mulheres, devem ser respeitados. Já pessoas de 61 a 67 anos podem também ser doadoras, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos.

Há, no entanto, restrições para tornar-se um doador voluntário, quais sejam: quem teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade; mulheres grávidas ou amamentando; pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como AIDS, hepatite, sífilis e doença de chagas; usuários de drogas; aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Divulgue essa mensagem e vamos juntos manter a corrente da vida cada vez mais forte.

A luta do nosso brilhante Pedro Augusto

Pedro Augusto tem 8 anos e é aluno do 3º Ano do Ensino Fundamental do IDB. No dia 2 de abril, foi diagnosticado com uma hepatite aguda de etiologia desconhecida, que evoluiu causando uma aplasia medular, identificada por meio de uma biopsia de medula, no dia 18 de maio. A aplasia medular é uma doença rara, caracterizada pela alteração no funcionamento da medula óssea. Nesta doença, o indivíduo não é capaz de produzir hemácias, plaquetas e leucócitos, que são as células que compõem o sangue, de forma satisfatória. Os sintomas da aplasia medular incluem anemia, manchas escuras na pele ou mucosas, devido à diminuição do número de plaquetas, e infecções frequentes, devido à diminuição das defesas do organismo.

No dia 24 de junho, o Instituto Dom Barreto recebeu o Hemopi  para o cadastro de medula óssea. A campanha objetivava registrar o maior número de pessoas possível, mas Pedro ainda não conseguiu um doador compatível.

Sua luta continua! No próximo sábado, dia 28 de novembro, a Loja Maçônica Raul Serrano, junto com o HEMOPI, realizará uma campanha de doação de sangue e medula óssea. Será nos dois turnos, pela manhã, das 8h às 11h30min e, no turno da tarde, das 14h às 16h30min, no Palácio da Arte Real, na Avenida Dom Severino, nº 3762, bairro Morada do Sol.

Lembrando que o cadastro pode ser feito no Hemopi, ou em qualquer Centro de Hematologia e Hemoterapia da sua cidade, portando documento com foto. O Hemopi fica localizado na Rua 1º de Maio, nº 235, no centro de Teresina e funciona de segunda a sábado, de 7h às 18h. Ao doar sangue, você será uma esperança para milhões de pessoas que necessitam de transplante.

Desta forma, existem maiores chances de encontrar um doador compatível com o nosso aluno, Pedro Augusto Nunes, bem como, de ajudar milhares de pessoas que precisam desta doação.

Paz e Bem!