Campanha da ONU para o combate à violência contra as mulheres tem foco em homens e meninos

valenteA iniciativa “O Valente não é Violento” conta com o envolvimento de todas as agências da ONU e é coordenada pela ONU Mulheres. No Brasil, a iniciativa tem o apoio da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e tem como objetivo estimular a mudança de atitudes e comportamentos dos homens, enfatizando a responsabilidade que devem assumir na eliminação da violência contra as mulheres e meninas. Desse modo, a juventude da América Latina e do Caribe poderá ter uma vida livre da violência machista.

“O Valente não é Violento” é uma iniciativa dentro da campanha UNA-SE Pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, do Secretário Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, e convida as pessoas a repensar e transformar os estereótipos, ou seja, as ideias pré-concebidas dos papéis sociais denominados femininos ou masculinos e das crenças sobre o que as mulheres e os homens devem ser ou fazer. Afinal, essas ideias profundamente arraigadas em nossas culturas são a base da desigualdade de gênero, da discriminação das mulheres e, consequentemente, da violência exercida contra elas.

A ação quer contribuir para a erradicação das práticas culturais danosas e dos comportamentos prejudiciais às mulheres e meninas gerados por pressões de grupos sociais machistas.

Dentre as ações, destacam-se: adesão de times de futebol masculino no Campeonato Brasileiro 2014, sensibilização de torcedores nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol 2014, campanha “Neste carnaval, liberte-se do machismo”, mobilização de universidades contra os trotes sexista racista e homofóbico por meio da adesão da Carta pelo Fim do Trote Violento contra Gênero e Raça e elaboração de currículos pedagógicos para o ensino médio com conteúdos sobre masculinidades, relações de gênero e enfrentamento ao racismo.

Campanha UNA-SE

A Campanha UNA-SE foi lançada pelo Secretário-Geral das Nações Unidas em fevereiro de 2008, e é um marco de ação integral para prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todas as partes do mundo. Ela tem como objetivo gerar mais consciência pública e incrementar a vontade política e os recursos designados a prevenir e responder a este tipo de violência. Para isso, o Secretário-Geral Ban Ki-moon faz um chamado a governos, sociedade civil, meios de comunicação, setor privado, a jovens, homens e mulheres, a somar esforços para por fim à violência contra as mulheres e meninas.

Fonte: ONU Mulheres